30/06/2014

Jemi - Um amor pouco provável (Episódio 34 - "JOE, JÁ CHEGA!")

Episódio 34

Ps: Coloquem a música 131 ;)

Narradora On

Na festa com Nick e Selena.

Selena: Como vc foi capaz de a trair, Nick? (brava)

Nick: Eu não a traí, juro! Eu 'tava falando com uns amigos aí comecei a me sentir tonto e a Vanessa me ajudou. Depois só me lembro de ter acordado ao lado dela com a Miley aos gritos! (disse desesperado)

Selena: Eu já percebi tudo! (disse com raiva)

Nick: JÁ?! (disse esperançoso)

Selena: Claro! Vc 'tava bêbado aí levou a Vanessa para a cama! (disse ainda mais brava)

Nick: Não! Eu só bebi 2 copos, isso é impossível!

Selena: Olha, eu não quero saber Nick! Tchau! (sai)

Nick: Selena, espera! Eu juro que não traí sua prima! Eu amo ela! (começa a chorar)

Demi On

Demi: (entrei no quarto de Mi) Miley, me conta o que se passou, Mi. (sentei-me na cama)

Miley: (chorando) Eu vi o Nick me traindo com a Vanessa!

Demi: Vc apanhou eles a fazerem...

Miley: (interrompe-me -_-) Não! Eu só vi eles a dormirem juntos.

Demi: Vestidos?

Miley: (chorou ainda mais) Não!

Demi: (abracei-a)  Calma, Mi! Eu tenho a certeza que a uma explicação para tudo isto!

Miley: Demi, NINGUÉM ME CONTOU, EU VI, EU VI!!!! INFELIZMENTE EU VI!!

Demi: Mas ninguém 'ta falando disso! Eu só 'tou dizendo que se calhar isto td foi um plano. Já pensou bem?

Miley: Eu não sei. Eu preciso de ficar sozinha!

Demi: Vc tem razão. Ainda é td muito recente, vc ainda tá com a cabeça quente! Pense e descanse. Eu vou deixar vc sozinha, mas qualquer coisa basta chamar, ta?

Miley: Obrigada, vc é a melhor prima do mundo! (abraçou-me)

Demi: Te amo!

Miley: Tb te amo! (sorri)

Demi: Agr vou deixar vc pensar! Até já! (saí mas voltei para trás) ah e se precisar de alguma coisa já sabe, chame-me. Eu venho logo!

Miley: Valeu, obg!

Demi: (sorri e saí)

Joe On

Estava sentado no sofá de casa da Demi quando tocaram a campainha.

Joe: (levantei-me) Eu abro! (fui até a porte e abri-a, tendo uma surpresa desagradável) O que vc faz aqui?!

Xxxx: Isso não lhe interessa onde tá a Demi? (entra)

Joe: (agarrei o braço dele/a) Vc não vai a lado nenhum, nem vai falar com ninguém. Eu sei o que vc tem feito e dito a Demi. E eu tb lhe vou dar um aviso, ou vc desaparece da minha frente agora ou pode esquecer a sua vidinha!

Xxxx: E quem é que vai fazer isso?! Vc?! (riu)

Joe: Eu não tenho medo de vc, Sterling!! DESAPAREÇA DAQUI, AGR E PARA SEMPRE!!! (disse já irritado)

Demi: (chegou) Quem é Joe? (veio para o pé de mim) Ster?! (disse um pouco nervosa)

Sterling: Eu queria falar com vc. (chega perto dela)

Joe: (impediu-o) Mas ela não quer falar com vc! Agora dá o fora daqui, JÁ!!!

Sterling: Eu não vou embora daqui, sem antes ter aquilo que eu quero!! (puxou a Demi para ele, machucando-a)

Joe: (dei um soco nele) Vc nunca mais encosta um dedo seu nela!!

Sterling: Isso é o que vamos ver! (disse cínico)

Joe: (deu outro soco nele mas com mais força, o que fez com que ele se desequilibra-se)

(imaginem que o Stefan é o Joe e o Damon é o Ster)

Demi: JOE, JÁ CHEGA!

Joe: Vai embora! (disse bravo)

Sterling: Não vai fazer nem dizer mais nada? Eu já disse que não saí-o daqui enquanto não ter o que eu quero! Que é a Demi!

 Eu não me controlei, ele já me estava a irritar, saltei para cima dele e começamos uma luta, ali mesmo no chão da sala.

Demi: PAREM COM ISSO OS DOIS!!! (tentou nos separar, mas sem sucesso)

Continua.....

Ps: Oi sweets. Aqui está mais um capitulo de "Jemi - Um amor pouco provável" espero que gostem, amanhã mais da mini fic e da fanfic. Quem está assistindo Sunny entre estrelas??? Eu tou, apesar de ter de estar na Disney Brasil online, tinha tantas saudades e tá a ser hilariante ahahahahah. Kiss :* We Love You <3

By: Sanny :3

Divulgação ❁

Oi sweets! Eu vim aqui para divulgar um blog maravilhoso... perfeito, que tem uma fic perfeita. Peço desculpa a dona do blog mas só agr consegui divulgar :/, mas mais vale tarde do que nunca hihi :) Ent é isso eu espero que gostem do blog e da fic tanto quanto eu gosto e amo. O link do blog está aqui em baixo 
  • http://jemiamorparasempreforever.blogspot.pt/



By: Sanny

Episódio 6 - Mini-Fic: Safe And Sound (Parte 2/2)

Música da Mini-Fic: Safe And Sound - Capital Cities (ft. Zendaya, Kina Grannis, Max Schneider) (Música 203)


We're safe and sound
(Nós estamos são e salvos)
Safe and sound
(São e salvos)
Safe and sound
(São e salvos)


2041 Roswell Ave

Charlotte, (NC 28207) USA
26th June 2014
Thursday, 13:28 a.m.
Joe On
Eu estava a beija-la intensamente, ao inicio ela tentará impedir, mas acabou por se entregar. O beijo estava a ficar cada vez mais feroz e mais intenso, eu ainda tinha a arma apontada a sua cabeça mas logo me livrei dela, atirando-a para um lado qualquer, pensando bem não tinha sido uma boa ideia, pois eu a tinha carregado e ela "atirou" um tiro numa jarra, o que fez com que ambos nos assustasse-mos no meio do beijo, mas isso não fez com que nos separasse-mos, antes pelo contrario, fez com que nos juntasse-mos ainda mais do que já estávamos. Uma das minhas mãos estava nas suas costas e a outra nos seus cabelos, o mesmo acontecia com as mãos dela, uma estava na gola da minha t-shirt e a outra nos meus cabelos. Afastei-me um pouco dela, para tira-lhe a blusa, atirando-a  para um lado qualquer da sala.

(Em todos os gifs/imagens imaginem que são eles. Obg)
...
Narradora On

Joe: (sussurra no ouvido de Demi) Eu te amo, Demi.

Ao ouvir aquelas palavras o coração de Demi começou a acelerar, como assim ele a amava? Era impossível, era tão impossível como voar, pelo menos era como Demetria pensava. Demi ia responder mas antes de poder dizer alguma coisa, os lábios de Joseph estavam nos dela.

(Eu sou completamente drogada neste filme *_* #ignorem)

 Continua....

(Niall essa dançinha kkkk)

Ps: Oi gente linda do meu coração! Desculpem não ter conseguido postar ontem mas não deu mesmo :/. Bem aqui está a segunda parte que foi... bem... o que foi kkkk. Espero que gostem eu esforcei-me, mas como já disse no ps anterior sem a Mia é mais difícil. Por causa dela eu estou postando episódios horríveis :/ por isso não me matem pff. Hoje se calhar eu posto um episódio de "Jemi - Um amor pouco provável" senão posto amanhã sem falta a fic tb está quase no final e os episódios vão ficar intensos. Bem é isso, mais uma vez espero que gostem desta vergonha :/ Kiss :* We Love You <3 

By: Sanny :3

29/06/2014

Episódio 6 - Mini-Fic: Safe And Sound (Parte 1/2)

Música da Mini-Fic: Safe And Sound - Capital Cities (ft. Zendaya, Kina Grannis, Max Schneider) (Música 203)


You could be my luck
(Você poderia ser a minha sorte)
Even if we're six feet underground
(Mesmo que estejamos a seis pés de profundidade)
I know that we'll be safe and sound
(Eu sei que vamos estar sãos e salvos)

(O_O Quê isso Demetria? kkk)

2041 Roswell Ave

Charlotte, (NC 28207) USA
26th June 2014
Thursday, 13:28 a.m.
Demi On
Já estávamos dentro daquele carro a 15 minutos, o que para mim pareciam 15 horas, passado 5 minutos Joe estacionou o carro em frente a uma casa e... uou que casa era aquela? Era simplesmente linda, não muito antiga nem muito moderna, toda feita em tijolos, de dois andares, com uma porta branca com alguns detalhes em azul, assim como as janelas. Joseph devia ser um grande traficante, pare ter dinheiro para tanta coisa, primeiro tinha um Mercedes de vidros fumados, um iPhone, uma casa assim, pleno menos eu penso que está seja a casa dele, e depois ainda devia comprar droga para consumir, sim porque eu acho que não existem doadores de droga. Acho que também vou ser traficante..... brincadeira. Senti novamente algo frio nas minhas pernas, eu nem precisava de olhar para saber que era a arma de Joseph que estava lá. Olhei para ele que me encarava com uma expressão que eu não conseguia decifrar, provavelmente era uma expressão dum cara completamente drogado .

Joe: Nós vamos sair do carro, mas você não vai abrir a boca, nem tentar fazer algo, entendeu? Porque senão pode dizer adeus aos seus papais e quem sabe se eu estiver bem disposto diz adeus ao seu cachorrinho também. (fez mais pressão com a arma na minha coxa) Entendeu?
Demi: Sim. (suspirei)
Joe: Ótimo. Assim é que eu gosto. 

O pensamento de que eu podia perder os meus pais e o meu Bryan, me assustava.... e muito. Apesar de eu não (querer) acreditar que ele era capaz de fazer isso, tinha medo e receio. Senti, ou melhor, ouvi a porta do meu lado se abrir com Joseph me encarando. Fiquei a olhar para ele durante alguns segundos.

Joe: Será que você vai sair do carro ou precisa de um convite? (disse grosso)
Demi: Er... (saí do carro e ajeitei a minha saia)
Joe: Venha logo e deixe a porcaria da saia em paz. (agarrou no meu braço com força e começou a "arrastar-me")
Demi: Você está me machucando! (disse, tentando afastar a sua mão do meu braço)
Joe: (ignorou a minha tentativa de me soltar) Nem ligo.
Demi: Mas devia ligar... nunca lhe ensinaram que não se devem machucar raparigas?
Joe: (revirou os olhos e bufou) Como queira, Demetria.
Demi: Não me chame de Demetria!
Joe: Será que você pode estar calada durante um segundo? Ou precisa que eu a cale? (disse com raiva)
Demi: (estremeci) 'Ta eu me calo.

Joe abriu a porta e me empurrou, literalmente, para dentro de casa, trancando a porta. Eu estava parada no meio da sala, acho eu que era a sala pelo menos parecia, e ele me encarava.

Narradora On

Joseph e Demetria ficaram se encarando por alguns segundos, até que, Joe tira novamente a arma dos seus jeans e aponta para Demi. Ao ver a arma apontada para si, a rapariga estremeceu, pressentindo o pior.

Demi: O que.... o que..... o que você vai fazer Joseph? Você sabe que a Selena sabe onde eu estou, não sabe? (disse nervosa)
Joe: (riu) A sério que você pensa que eu vou te matar? (ri novamente) Como eu já lhe tinha dito, eu não sujo as minhas mãos matando alguém.... para isso é que existem os capangas sabe? (disse debochado)
Demi: Então porque tem uma arma apontada para mim? (perguntou mais relaxada, porem, ainda nervosa)
Joe: Porque acho divertido, ver o pânico e o medo nos seus lindos olhos. (disse divertido)
Demi: Lindos olhos?
Joe: O que tem? Você sabe que tem olhos bonitos, para quê que eu lhe ia mentir?
Demi: É... não sei.
Joe: (deu alguns passos para a frente, ficando mais próximo de Demetria) Você não me vai denunciar, pois não?
Demi: O que você acha? Depois de tudo o que você fez e disse, quer que eu faça o quê? Te abrace e te agradeça? (disse debochada)
Joe: (acabou com os espaço existente entre eles, encostando a arma na cabeça de Demi) Você gosta muito de se armar em espertinha não é? Você sabe o que eu faço com espertinhas como você?
Demi: Certamente não as mata... porque não gosta de "sujar" as mão com esses serviços. (disse debochada novamente)
Joe: (carrega a arma) Eu estou farto das suas piadas, e especialmente farto de você! Estou tão farto que era capaz de matar você neste momento! (disse num tom intimidador)
Demi: (engole em seco) Você não seria capaz de deitar tudo a perder só para se livrar de mim!
Joe: Realmente você tem razão... eu não iria deitar tudo a perder só para matar você, visto que nem a morte você merece!

O rapaz estava ferindo Demetria, de uma maneira muito mais dolorosa do que se lhe estivesse batendo ou fazendo outra coisa. Doía muito para ela saber que o cara pelo qual se apaixonou, estava neste momento ameaçando-a com uma arma pronta a disparar a qualquer momento... aí como doía.... mais do que qualquer dor física, talvez Demetria preferi-se estar a levar uma surra de alguém, do que ouvir aquelas palavras de Joseph.

Demi: Eu odeio você! E pode ter a certeza que o vou denunciar com todo o prazer! Espero que apodreça na prisão, o lugar onde você já devia estar a muito tempo!! (cuspiu as palavras)

Ao ouvir aquilo Joseph simplesmente a empurrou com toda a força, fazendo-a cair no sofá, ele estava em cima dela, com uma das suas mãos a prender as da mesma, e com a outra a fazer pressão, com a arma, na sua cabeça.

Joe: Chega! Fartei! Não quero saber se vou deitar tudo a perder, eu já estou farto! Você não passa de uma pirralha mimada! Eu vou acabar com você e é agora. (ia a apertar o gatilho da pistola quando...)
Demi: Não! Por favor! (disse já chorando) Me desculpe!! Não me mate, por favor! Tudo menos isso!

Joe On

Eu ia disparar, mas a verdade é que eu não tinha coragem, ainda mais depois de a ver implorando e chorando. O que também era verdade... era que eu não sou assim. Eu transformei-me num monstro, que estava prestes a matar a minha ex-melhor amiga, mesmo depois de todo o apoio que ela me tinha dado. Olhei-a nos olhos, que estavam inchados e vermelhos, e vi o pânico, o medo e a dor. Eu não queria que ela tivesse medo de mim, eu prometera-lhe a muitos anos que a ia proteger, não matar. O meu olhar desvio-se para os seus lábios, aqueles lábios carnudos e perfeitos, aquele desejo tomou novamente conta de mim e num impulso... beijei-a.

Continua.....


(como eu amo este filme *_*)

Ps: Oi sweets! Tudo bem com vcs? Espero que sim. Aqui está a primeira parte do capitulo 6, espero que gostem, eu esforeçei-me mas sem a Mia é mais difícil, volta logo Mia! Aquela vadia foi de férias kkk. Bem falando da mini-fic, novamente, eu vou tentar postar a segunda parte hj, senão posto amanhã de manhã ok? Espero que compreendam e que gostem, a segunda parte vai ser bem interessante hihi. Kiss :* We Love You <3

By: Sanny :3

Episódio 5 - Mini-Fic: Safe And Sound

Música da Mini-Fic: Safe And Sound - Capital Cities (ft. Zendaya, Kina Grannis, Max Schneider) (Música 203)


I could show you love
(Eu poderia mostrar-lhe o amor)
In a tidal wave of mystery
(Em uma onda de mistério)
You'll still be standing next to me
(Você ainda estará de pé ao meu lado)



Charlotte - 1900 Selwyn Ave (NC 28274) USA;
McColl School of Business
26th June 2014
Thursday, 10:14 a.m.
Joe On

Hoje tinha decidido ir à escola, também não tinha mais nada para fazer e assim sempre podia zuar com os nerds. Era hora de intervalo e eu estava com alguns "amigos" meus, estávamos numa parte mais escondida da escola, onde podíamos fumar umas sem ninguém nos chatear. Mas de repente vi Demetria e Selena a irem também para uma parte mais escondida da escola. Eu já não via Demetria desde segunda-feira, quando lhe fiz o corte na barriga e ainda a beijei. Soube que ela tinha ido para o hospital e tinha passado uma noite lá, e depois ainda ficou dois dias em casa a descansar para não machucar a barriga. E que sorte a dela, não foi a esta merda a que chamam de escola e ainda tem as suas faltas justificadas. Se calhar também devia me cortar, sempre era uma boa desculpa para faltar às aulas. Deixei os meus "amigos" e segui Selena e Demetria. Elas sentaram-se ao pé de uma árvore e eu escondi-me atrás da mesma. 

Selena: Você já sabe o que vai fazer?
Demi: Sim, eu acho que o melhor é denunciá-lo. Eu não queria, mas é a única solução. 
Selena: Hum... mas você ainda sente alguma coisa por ele, Demi?
Demi: (demorou uns minutos para responder) Não... eu acho. 
Selena: Você tem mesmo a certeza de que quer entregá-lo à policia
Demi: É o melhor, pode ser que assim ele "abra" os olhos.
Selena: Nisso você tem razão. 

Mas de quem é que elas estariam a falar?

Selena: Eu nem acredito que o Joe fez isso com você e o Nick ainda o defende.
Demi: É irmão dele, Selly. É normal. 
Selena: Eich, mas se você o denunciar o Nick vai ficar fulo com você.
Demi: Pois é, eu nem tinha pensado nisso. Eu depois falo com ele, o importante é que o Joe não continue a fazer o que tem feito. Custa-me fazer isto, mas no fundo eu acho que até é o melhor para ele. 
Selena: Tem razão.

Ouvi o sinal bater e logo todos começaram a entrar para as suas devidas salas, inclusive Demetria e Selena. Eu ainda fiquei ali um pouco a pensar na conversa delas, mas depois de uns minutos voltei também para a minha sala. 

Demi On

Estava a sair no portão da escola, quando alguém me puxa por um braço e leva-me para trás de uma árvore, que ficava em frente à escola. Quando olhei para a pessoa à minha frente, era o Joe.

Demi: O que você quer? (falei com raiva)
Joe: Mas você pensa que está a falar com quem? Comigo você tem que baixar o tom!
Demi: Eu falo como eu quiser! Diga logo o que quer!
Joe: Você não me vai denunciar, entendeu Demetria?
Demi: E porque eu faria o que você está me mandando?
Joe: Porque eu aposto que você não quer perder os seus pais.
Demi: Você não seria capaz.
Joe: Claro que não, por isso mesmo é que contrataria uns homens para fazer esse serviçinho por mim. Você acha que algum dia eu iria sujar as minhas mãos, matando alguém?
Demi: Arg, eu odeio você! E eu faço o que eu quiser, eu não ligo para as suas ameaças.
Joe: Chega! Eu estou farto de ver você se fazendo se forte! E a partir de agora, eu vou deixa de ser bomzinho com você! (vi-o tirar detrás dos jeans uma arma e assustei-me)
Demi: O que... o que você vai fazer com isso?
Joe: (puxou-me com força pelos cabelos e encostou a arma à minha cabeça) Se você abrir a boca para dizer seja o que for, eu acabo com você e com os seus lindos paizinhos. E eu não estou brincando, Demetria. Agora você vai fazer tudo o que eu mandar e não vai abrir essa boca para dizer nem um ai! 
Demi: (eu apenas assenti e abaixei a cabeça, com a arma ainda a encostada no local)
Joe: Vamos. (ele me puxou e escondeu a arma) Você vai comigo.
Demi: Para onde nós vamos?
Joe: Eu disse que não queria ouvir nem uma palavra! Cale a merda da boca e faça o que eu digo!

Joe me levou até ao seu carro e nós entramos. De repente ouvimos alguém bater na janela do meu lado e vimos que era Selena. Como o carro era com vidros fumados, ela não via nada, então Joe chegou-se mais perto de mim e sussurrou.

Joe: Você vai dizer que vai comigo e que está tudo bem. Senão já sabe o que acontece.
Demi: (assenti e abri a janela) Que foi, Selena?
Selena: Onde você vai com o Joseph? Pensei que viesse comigo e com o Nick.
Demi: Ah não, eu vou com o Joe.
Selena: Mas porque?
Demi: Porque... (senti algo frio nas minhas pernas e quando olhei para baixo, era a arma que estava encostada lá) ... porque... o Joe está com dificuldade nas matérias e eu vou dar-lhe uma ajuda geral.
Selena: Sério? (olhou para mim desconfiada)
Demi: Sim. Mais tarde eu ligo para você, Selly. Tchau.
Selena: Aaaaaaa... tchau?

Fechei o vidro e olhei para baixo, a arma já não lá estava.

Joe: Bom trabalho. 

Dito isso, Joe arrancou com o carro com toda a velocidade. Olhei para trás e ainda consegui ver Selena a olhar preocupada para o carro que já se encontrava no fim da rua. É, mas sinceramente ela não era a única preocupada não, eu também estava bastante preocupada com o que poderia vir acontecer a seguir. Joe era difícil de decifrar e ainda mais quando estava drogado. Era para ter medo dele e pela primeira vez, eu estava mesmo com medo dele. 

Continua... 

➸ 


Ps: Oi sweets!! Desculpem por estar pequeno, mas teve que ser. O próximo vai ser maior e muito.... melhor. Hahaha ;) Durante uma semana vai ser só a Sanny que vai postar, porque eu vou de férias e não tenho net lá. Bjs e até daqui a uma semana! :*

WE LOVE YOU 

By: Mia

28/06/2014

Episódio 4 - Mini-Fic: Safe And Sound

Música da Mini-Fic: Safe And Sound - Capital Cities (ft. Zendaya, Kina Grannis, Max Schneider) (Música 203)


Hold your ground
(Mantenha seu terreno)
We're safe and sound
(Nós estamos são e salvos)
Safe and sound
(São e salvos)


Charlotte - 2899 Briarcliff PI (NC 28207) USA
23rd June 2014
Monday, 07:32 p.m.
Narradora On

Demi estava sentada no chão, uma das suas mãos estava em cima da barriga, que ainda sangrava e outra estava pousada sobre seus lábios, ainda inchados. Enquanto chorava descontroladamente, embora fosse em silêncio, sorria também. A rapariga ainda não acreditava como ele fora capaz de fazer-lhe aquilo, primeiro beija-a, num beijo que seria digno daqueles filmes de romance, um beijo no parecer de Demi, cheio de amor e desejo, e depois simplesmente, corta-lhe a barriga, desenhando-lhe um símbolo completamente sem sentido e bastante confuso. Agora a questão era, será que ele a amava, ou, simplesmente fez aquilo para o seu beneficio e puro desejo do momento? Neste momento a mente de Demi estava cheia de perguntas, mas respostas, nem sinal. A porta do seu quarto estava fechada, não trancada, apenas fechada e Bryan arranhava-a do lado de fora, numa tentativa, claramente falhada, de abri-la. Passados alguns minutos os país de Demi chegaram a casa e no alpendre encontraram Nick e Selena, que pareciam estar preocupados.

Dianna: Selena, Nick, está tudo bem? Porque estão no alpendre?
Selena: (enquanto mexia no celular) Oi, tia. A Demi não abre a porta, não sei porquê. Já lhe liguei umas mil vezes e enviei mensagens, e ela simplesmente não reponde. Será que está tudo bem? (disse preocupada)
Dianna: Calma, Selena. De certeza que está tudo bem, ela só deve estar no quarto a ouvir música no mp4, você sabe como ela é quando está com aquela porcaria nos ouvidos.
Selena: É... a tia deve ter razão.
Eddie: Será que podíamos entrar? É que não são vocês que estão carregados de sacos de compras. (disse impaciente)
Dianna: Ta, vamos logo. (abriu a porta e todos entraram)
Selena: Tia, será que eu posso ir ao quarto da Demi?
Dianna: Claro, sabe que a nossa casa é como se fosse a sua. (disse amigavelmente)
Selena: Obrigada. (deu um beijo na bochecha de Dianna e subiu as escadas) Demi! (chegou ao pé da porta de seu quarto e pegou Bryan ao colo) Demi, porque não deixou o Bryan entrar? Demi! (deu uma batida na porta) Demi, eu vou entrar. (abriu a porta e viu Demi no chão, cheia de sangue) DEMI!! (correu até ela) Oh meu Deus! Quem é que fez isto com você?? E porque está sorrindo?? Demi, por amor de Deus me responda!
Demi: Ele... ele... cortou... beijo... consequências... (disse num sussurro)
Selena: Calma, Demi. Não fale e fique quieta. NICK!!! TIA DIANNA!!! TIO EDDIE!!! VENHAM AQUI DEPRESSA!! (disse começando a chorar)
Dianna: (chega) O que se pa... Oh meu Deus, filha!! (corre até Demi e ajoelha-se ao pé dela, a chorar) Filha, o que se passou com você? Quem lhe fez isso?
Demi: Beijo... consequências...
Dianna: Ela está a delirar, deve ter perdido muito sangue. EDDIE!!! VENHA CÁ DEPRESSA!!!
Eddie: (chega a correr) O que aconteceu? Porque é que a nossa filha está cheia de sangue?? (aproximou-se)
Dianna: Eu não sei... temos de a levar ao hospital... pegue nela.
Eddie: (pegou Demi ao colo e desceu as escadas, sendo seguido por Dianna, Selena e Nick)
Selena: (sussurra para Nick) Eu sei que foi o seu irmão que fez isto e eu garanto-lhe Nick, se algo lhe acontecer, eu PRÓPRIA mato o Joe! (disse com raiva, enquanto seguia os pais de Demi para o carro)
Nick: (sussurra de volta) Selena, calma. Como você sabe que foi o meu irmão?
Selena: (sussurrou) Não é preciso ser um génio ou uma bruxa para perceber que foi o merdas do seu irmão a fazer-lhe isto. (disse com mais raiva ainda)
Nick: (sussurra já dentro do carro) O meu irmão não é um merdas, ele só está "perdido" e precisa de ajuda.
Selena: (sussurra irónica) Ah claro, porque nós quando estamos "perdidos" andamos a esfaquear pessoas! Faz todo o sentido! Perceba de uma vez que o seu irmão já não tem cura, ele é um merda sem escrúpulos! Quando você vai parar do defender? Viu o que ele fez à nossa melhor amiga?!
Nick: Você não sabe se foi ele! (disse um pouco mais alto que um sussurro)
Dianna: Está tudo bem com vocês? (olha para o banco de trás)
Nelena: Sim. (disseram com alguma raiva na voz e se encararam)

Durante o caminho todo para o hospital, Selena e Nick não se falavam e muito menos olhavam para a cara um do outro. Assim que chegaram, Eddie foi preencher a ficha de Demi, enquanto alguns médicos a levavam para examinar. Dianna, Selena e Nick sentaram-se nas cadeiras da pequena sala de espera. Selena e Nick continuavam sem dizer nada um ao outro e Dianna e Eddie apenas ficavam ansiosos por noticias da filha.

*Duas horas depois*

Demi On

Abri os olhos e olhei tudo à minha volta, estava num quarto de hospital. Mexi um pouco o corpo e a minha barriga doeu, só aí me lembrei o porque de eu estar neste sitio. Ouvi duas batidas na porta e sussurrei um "Pode entrar". Quando olhei na direção da porta, vi a minha mãe e o meu pai caminharem até mim com feições completamente preocupadas.

Dianna: Filha, você está bem? Quem te fez isto? Foi algum ladrão? Foi vo... (o meu pai interrompeu-a)
Eddie: Dianna! Chega de perguntas, né? Deixa a Demi falar. (os dois olharam para mim, como se esperassem que eu dissesse alguma coisa)
Demi: Eu... eu não sei quem foi. Eu estava a arrumar algumas coisas no closet e alguém chegou por trás de mim e fez isto.
Dianna: Mas como? Lucy nem ouviu nenhum barulho de porta, ou assim.
Demi: Ele entrou pela janela.
Eddie: E porque alguém iria querer fazer isto com você, Demetria? (olhou para mim desconfiado)
Demi: Eu... eu não sei.

Claro que eu não ia dizer para os meus pais que tinha sido Joe a fazer isto comigo, pois se eu fizesse isso, o mais provável era que daqui a uma hora ele tivesse atrás das grades. Por isso tive que inventar qualquer coisa, que foi meio parva. Mas o que eu poderia dizer? Nada, pelo menos a mim não me vem mais nada à cabeça. Os meus pais ficaram mais um pouco a conversar comigo e o meu pai também olhava para mim desconfiado, mas podia ser que ele acaba-se por "engolir" a minha história. Uns minutos depois eles deixaram-me sozinha e entraram Selena e Nick.

Selena: Demi!! (correu até mim e abraço-me)
Demi: Aiii! (reclamei devido ao facto de ela estar a apertar-me e ter feito com que a minha barriga doe-se)
Selena: Oh, me desculpa. (separou o abraço e olhou para mim)
Nick: Está sentindo muita dor, Demi?
Demi: Não, eu estou bem.
Selena: Hum... eu posso fazer-lhe um pergunta bem direta, Demi?
Demi: Sim.
Selena: Foi o Joe, não foi?
Nick: Selena!!
Selena: (olhou para ele irritada) Me deixa, Nick! Encare a verdade, o seu querido irmãozinho machucou a sua melhor amiga!
Nick: Selena, cala a boca! (disse claramente irritado)
Selena: Vai seguir o exemplo dele e me esfaquear ou bater?! Eu não acredito que você ainda o defende depois do que ele fez à De... (interrompi-a)
Demi: CHEGA!! Não interessa se foi o Joe, o vizinho de baixo ou a rainha de Inglaterra que me fez isto, o que importa é que eu estou bem!! Agora deixem de ser viados e parem de discutir!
Nick: Eu não sou viado não.
Demi: Sinceramente tenho as minhas dúvidas, mas se beijem logo! Eu não gosto quando os meus dois melhores amigos estão brigados.
Selena: Aff, tudo bem.

Selena chegou-se perto de Nick e o beijou. Ele agarrou a sua cintura e a puxou mais para si. Eles iam intensificando o beijo, mas eu fingi tossir e eles separaram-se. E ainda bem, eu ainda sou menor de idade.

Demi: Saiam daqui e vaiam para um motel.
Nick: É para já.
Selena: Nicholas, deixa de ser pervertido! (deu-lhe uma tapa no ombro)
Demi: (ri)
Nick: Nós vamos indo sim, mas você está bem?
Demi: Sim, podem ir, eu estou bem.
Selena: Ok. Se cuida. (deu-me um beijo na testa)
Nick: Depois conversamos. (repetiu o gesto da Selly)

Os dois saíram do quarto e eu suspirei. Ainda estava meio confusa do que tinha acontecido à horas atrás. Eu tinha que fazer alguma coisa, mas eu também tinha medo. Medo do que poderia acontecer a seguir.

Continua... 


➸ 




Ps: Oi sweets!! Desculpem a demora, mas não deu para postar antes. Esperemos que gostem. Amanhã ou domingo tem mais um. Boa noite *-* Bjs :*

WE LOVE YOU <3

By: Sanny & Mia
 

26/06/2014

Leiam (Importante)

Oi sweets!! Infelizmente hj não vamos conseguir postar o episódio 4 da mini-fic :( Digamos que aconteceu uns imprevistos e não vai dar mesmo. Mas amanhã nós postamos de certeza absoluta. Sorry :/ E AAAAAAAAAAAAAAAAAAAA o clip de RDC esta fantástico, eu amei!! <3 Tem dilmer, apesar de eu apoiar jemi, eles até estão bem fofos. Até amanhã!! Bjs :*

WE LOVE YOU <3 


(Sorry *--*)

By: Mia

Jemi - Um amor pouco provável (Episódio 33 - "Depende")

Episódio 33

(ligação ao ultimo gif kkk)

Ps: Coloquem a música 196 ;)

Narradora On

Vanessa: (chorando) Nunca mais olhe na minha cara! (agarra as suas roupas e sai correndo)

Com Selena e Miley.

Selena: (vê Miley chorando, saindo a correr da festa) Miley! MILEY, ESPERA!!! (corre atrás dela e logo alcança-a) Mi que se passa?! O que aconteceu?!

Miley: (chorando muito) O... Nick.... ele... Vanessa...

Selena: (interrompe) Calma! Respire fundo. Espere um pouco que eu vou buscar um copo com água para vc.

Miley: Ob-obrigada.

Selena: De nada! Volto já. (sai mas pelo caminho encontra Nick) O que vc fez com a minha prima?!?

Nick: Eu não sei! Onde ela tá?

Selena: Ta chorando a entrada da festa. (irritada)

Nick: Valeu. (sai correndo até Miley) Miley! Miley ainda bem que encontro vc! Eu preciso de falar com vc!

Miley: Eu não acredito em nenhuma palavra sua! Vá embora! JÁ! (disse com raiva)

Nick: Espera, deixa eu explicar! Eu...

Miley: (interrompe) Não há nada para explicar! Ninguém me contou nada, eu VI!! E sinceramente eu esperava mais de vc, Nick! (sai correndo e chorando)

Nick: (tenta ir atrás dela mas não consegue) Miley! POR FAVOR, MILEY!!! EU TE AMO!!!

Selena: (chega) Onde 'tá a Mi?

Nick: (a chorar) Ela foi embora.

Selena: Afinal o que vc fez?

Nick: Ela me viu dormindo com a Vanessa.

Selena: O QUÊ?!

Joe On

 Eu e Demi estávamos agora sentados no sofá. Ela tinha vestido a minha camisa e a sua calcinha, e estava apenas de jeans.

Joe: Vc tinha razão!

Demi: (sorri) No quê?

Joe: O seu plano era MUITO mais interessante. (ri)

Demi: (riu também e gatinhou até mim, sentando-se no meu colo)

Joe: (abracei-a e lhe dei um selinho) Eu te amo, Demetria! Te amo muito mesmo!

Demi: (sorri e me dá um selinho) Eu também te amo, Joseph! Me promete uma coisa?

Joe: Depende.

Demi: Me promete que fica comigo para sempre e nunca vai desistir de mim?

Joe: (sorri) Claro! Mesmo que vc não quisesse eu sempre lutaria por vc! Mas porque me pergunta isso?

Demi: Nada não... E isso é impossível, porque eu SEMPRE vou querer vc! (sorri)

Joe: (beijei-a e sorri) Tem certeza que não se passa nada?

Demi: Tenho! (me beija)

Joe: (ainda estava um pouco desconfiado) Tudo bem. Mas me promete uma coisa tb?

Demi: Depende também.

Joe: Promete que se houver algum problema com vc, ou que, vc esteja passando mal, vc me conta a verdade e somente a verdade?

Demi: Vc agora parecia um padre a falar.... (ri) mas é claro que eu SEMPRE te contarei a verdade! (sorri e me abraça)

Miley: ( entra em casa chorando)

Demi: (levanta-se) O que se passa, Mi?

Miley: (abraçou Demi forte e começou a chorar ainda mais) Eu n-não a-a-acre-acredito que e-ele foi ca-capaz de me fazer isto co-co-comigo!

Demi: Ele?! De que vc está falando?

Miley: 'TOU FALANDO DO NICK!! ELE ME TRAIU COM A VANESSA!!!

Demi: O NICK TE TRAIU?!?

Joe: COM A VANESSA?!?!

Miley: É... vcs ouviram bem!!

Demi: Sinto muito, My!

Joe: Isso é impossível! O Nick nunca te trairia muito menos com a Vanessa.

Miley: Eu sei que ele é seu irmão e vc só tá a tentar defender ele! Mas ninguém me contou tá?! Eu própria vi!

Joe: Eu não 'tou a defender ele pq é meu irmão. Só 'tou dizendo isso pq  ele te ama!

Miley: Não, não ama! Se ama-se não me trairia! (saiu chorando, para o seu quarto)

Demi: Miley, espera! (vira-se para mim) Vc tem certeza que o Nick nunca trairia a Miley?

Joe: Absoluta. Eu não sei, mas eu acho que isto tudo deve ter sido um plano qualquer para o separar da Mi.

Demi: Vc acha?

Joe: Sim. A Vanessa sempre teve uma quedinha pelo meu irmão, não me iria surpreender se ela tivesse armado isto tudo!

Demi: É vc tem razão. Eu vou lá falar com ela, tá? (sorri e me dá um selinho)

Joe: Claro! (sorri)

 Vi Demi a subir as escadas e fui-me sentar no sofá. Está história era muito estranha, eu tenho a certeza que o Nick, nunca iria trair a Mi, afinal ele é completamente apaixonado por ela a tanto tempo.

Continua..... 

(relacionado com o primeiro gif kkk)

Ps: Oi sweets! Aqui está mais um episódio de "Jemi - Um amor pouco provável" espero que gostem! Eu acho que não tá muito pequeno mas n sei. Mais logo tem um episódio da Mini-fic "Safe And Sound", que esperemos que estejam gostando. Kiss :*

By: Sanny :3

AAAAAAAAA

Oi sweets!!!! Tudo bem com vcs????!!?!?!? Comigo está tudo ótimo!!!! Omg eu to morta, enterrada e morta e enterrada!!! O video de RDC está hfshfjdjfndjgn não tenho palavras!!!! Preciso de uma ambulância! A Cher e a Demi *_*. Disseram que elas se iam beijar mas eu não vi beijo nenhum o.O, o que eu vi foi o Wilmer com a Demi -_- mas temos de admitir que até ficaram fofos, mas JEMI is life!! Desculpem este meu ataque mas já devem ter percebido que eu sou a mais louca! kkkkk Mais logo a episódios. kiss :* <3






By: Sanny :3








Episódio 3 - Mini-Fic: Safe And Sound

Música da Mini-Fic: Safe And Sound - Capital Cities (ft. Zendaya, Kina Grannis, Max Schneider) (Música 203)


Safe and sound
(São e salvos)
We're safe and sound
(Nós estamos são e salvos)
Safe and sound
(São e salvos)
We're safe and sound
(Nós estamos são e salvos)



Charlotte - 2899 Briarcliff PI (NC 28207) USA
23rd June 2014
Monday, 02:44 p.m.
Demi On

E como eu já esperava, Selena começou a fazer-me um monte de perguntas. Eu contei-lhe a verdade e ela disse que Joe era um drogado sem escrúpulos nenhuns. Bom, nisso eu até tinha de concordar um pouco. Reparei que ela tinha ficado com muita raiva do Joe naquele momento, mas tentei tranquilizá-la dizendo que estava tudo bem comigo. A Selly fez-me o curativo e em seguida foi embora com Nick, pois ele tinha que ir para o seu treino de futebol. Sentei-me no sofá e liguei a tv, estava a passar um filme qualquer. Pedi para Lucy preparar-me umas pipocas e comecei a ver o filme. A meio do filme, Bryan apareceu e pulou no sofá, sentando-se no meu colo. Brinquei um pouco com ele e depois o deixei sossegado no meu colo, enquanto acabava de ver o filme. 

Joe On 

A campainha de casa suou, apaguei o meu cigarro no cinzeiro e abri a porta. Era o Nick.

Nick: Oi, bro.
Joe: Oi. (fizemos um toque de mãos e ele entrou em casa) Tudo bem?
Nick: Sim. Eu estou bem, os pais estão bem, a Selly está bem, toda a gente está bem, menos uma pessoa.
Joe: (fechei a porta e sentei-me no sofá, ligando a tv) Hum, coitadinha dessa pessoa. Mas e então, o que veio cá fazer?
Nick: (revirou os olhos e sentou-se ao meu lado) Essa pessoa é a Demi. Eu sei o que você fez a ela. Caramba Joe, vocês eram melhores amigos!
Joe: Diz bem, éramos, faz parte do passado. Mas o que essa filhinha de papai foi dizer para você?
Nick: Você fez-lhe um corte no pescoço e ameaço-a, porque ela viu você a vender droga a um miudinho de quatorze anos! E você ainda teve o descaramento de estar a ensiná-lo a consumir aquela merda!
Joe: Nick, a vida é minha. Eu sei bem o que faço e ninguém morreu, por isso escusa de começar a fazer escândalo!
Nick: Por agora ninguém morreu, mas vai morrer. O que você acha que vai acontecer ao miúdo se ele continuar a digerir aquelas merdas? E o que acha que vai acontecer a você se continuar a fazer o que fez até agora? (ele encarava-me sério)
Joe: Isso não me interessa! (continuei com o meu olhar na tv)
Nick: (pegou o controle na mesinha do centro e desligou a tv) Eu estou a falar com você, Joseph!
Joe: E eu estava a ver televisão! Nick, se você vai começar com as mesmas tretas de sempre, pode dar o fora daqui!
Nick: Tudo bem, eu vou. Mas um dia você vai me dar ouvidos e aí já vai ser tarde demais. (levantou-se do sofá e olhou uma última vez para mim, balançando a cabeça negativamente e em seguida saiu) 

Arg, aquela Demetria vai ver. Se ela pensa que eu estava a brincar, está muito enganada.

*Minutos depois*

Estava agora à porta de casa da Demi. Eu precisava de falar com ela, ou melhor, avisá-la. Era incrível como ela se mostrava sempre corajosa, mas no fundo eu sei que aquilo tudo é só da boca para fora. Eu conheço-a desde pequena e sei como ela é. Nós até ficámos muito amigos depois daquele selinho que eu lhe dei kkk. Mas acabamos por escolher vidas diferentes, por mim tudo bem, desde que a vida dela não interferi-se com a minha, coisa que estava acontecendo agora. Estacionei o carro num lugar mais escondido e fui até à casa dela. Claro que eu não ia tocar à campainha e dizer: "Oi, eu gostava de falar com você". Tinha de arranjar outra maneira de entrar, e foi o que eu fiz. Reparei que a janela do seu quarto estava aberta e que ela estava lá dentro, então subi pela a "árvore do selinho" e entrei no seu quarto. A minha sorte é que ela estava de costas a mexer numas roupas no closet. Mas meu Deus, como ela estava gostosa naquele mini pijama do Mickey. Concentra-te Joseph, não viste cá para isso, mas quem sabe ainda desse tempo rsrs. Afastei esses pensamentos perversos da minha mente "poluída" e aproximei-me dela, colocando a minha faca no seu pescoço. Ela deu um pulo e um gritinho com o susto, e eu sussurrei no seu ouvido.  

Joe: Teve saudades? (mordisquei a sua orelha)
Demi: (arrepiou-se) O que você está fazendo aqui?
Joe: Não sei, o que você acha?
Demi: Acho que você está agindo como um estúpido! (disse irritada)
Joe: Demi, Demi, Demi... sabe que você tem de parar de fazer-se de corajosa? Porque essa postura não ajuda em nada a sua situação. 
Demi: Que situação? (ri, mas pode perceber que era um risinho nervoso) 
Joe: O que deu em você para contar ao meu irmão o que viu? 
Demi: A mim não me deu nada, felizmente. 
Joe: (fiz pressão com a faca no seu pescoço) Porra, Demetria! Já estou perdendo a paciência com você! 
Demi: Aiiii! Você é estúpido ou quê? Não vê que está me machucando?! (disse com dificuldade devido ao facto de ter uma faca encostada ao pescoço) 
Joe: (revirei os olhos) Essa era a intenção!
Demi: Aff, diga logo o que quer! 

Bem, o que eu queria neste momento era agarra-la e fazer sexo com ela, ali mesmo. Mas acho que não devia deixar esse desejo sair do meu pensamento. 

Joe: Saber o que deu na merda da sua cabeça para ir se chibar ao meu irmão!
Demi: Primeiro, a única pessoa com cabeça de merda aqui é você, percebeu?! Segundo, se pensava que eu ia ficar calada como você pediu, então estava muito enganado! (disse provocativa)
Joe: Eu avisei-a, não tenho culpa se você não cumpriu as minhas ordens!
Demi: E agora, o que vai fazer? Vai me bater?! Força! Será um prazer ir toda negra até a uma esquadra da policia fazer queixa de você, e dizer que é você que "droga" mais de metade de Charlotte! 
Joe: Você pensa que é muito espertinha, não é, Demetria? Mas você não passa de uma vadiazinha que tem a mania.
Demi: (vi que ela deixou uma lágrima escorrer) Vadias são as suas amiguinhas! Você não me conhece!
Joe: Chega de conversa fiada. Você vai sofrer as consequências!

Virei-a para mim ainda com a faca encostada no seu pescoço e empurrei-a contra a parede com toda a força. Eu tinha planeado dar-lhe uma surra, mas quando a olhei nos olhos não tive coragem. Podia perceber o pânico e medo neles, assim como algumas lágrimas acumuladas à espera de escorrerem. Eu não podia fazer-lhe isso, afinal ela já me tinha apoiado tanto. Mas eu também não podia deixar o que ela fez em branco. Não sei o que me deu, mas comecei a olhar para os seus lábios carnudos e me deu uma vontade enorme de a beijar, e bem, foi o que fiz. Ao inicio ela tentou soltar-se, mas eu não deixei. Logo ela parou de "lutar" e se entregou ao beijo. Começamos com um beijo calmo, que foi ganhando "vida". Pedi passagem da minha língua e ela concedeu-a. As nossas línguas começaram uma dança extremamente sensual e erótica. Eu mordiscava de vez em quando o seu lábio inferior e ela fazia o mesmo comigo. A minha mão direita desceu pelas suas costas até posar em cima da sua bunda, apertando-a levemente, fazendo com que ambos soltássemos um gemido. Separámos o beijo quando o oxigénio começou a ser necessário. 

Demi: Estas eram as suas "consequências"? (falou ofegante e com os lábios ligeiramente inchados)
Joe: Não... digamos que isto foi um "extra". (falei também ofegante) 

Levei a faca até à sua barriga e levantei levemente a sua blusa até abaixo do busto, deixando apenas a sua linda e sexy barriguinha à mostra. Passei a faca levemente por ela, mas logo comecei a fazer mais pressão, começando a fazer o símbolo do meu "gangue" na sua barriga. Ela soltou um gemido de dor e tentou afastar-se, mas eu com a mão livre não permiti. Quando acabei, aproximei os nossos lábios e sussurrei.

Joe: Lembre-se do que eu lhe digo antes de agir. 

Roubei-lhe um selinho e fui-me embora pela janela, mas não sem antes olhar para trás, e ver Demetria a deslizar até ao chão com as mãos na barriga aonde eu havia feito o símbolo. 

Continua... 

➸ 


Ps: Oi sweets *-* Esperemos que tenham gostado do episódio. Houve beijo jemi \o/ mas o Joe também feriu a Demi :'( coitadinha haha. Amanhã tem mais e também tem o episódio 33 de "Jemi - Um amor pouco provável". Boa noite, sweets :3 Bjs

WE LOVE YOU 

By: Sanny & Mia